13.09.08

Tudo acaba...um dia.

publicado por Margarida às 00:18

publicado por Margarida às 00:16

06.06.08

publicado por Margarida às 22:52

Se eu fosse uma nota musical

Seria uma colcheia

Tão rápida e teatral,

E valia sempre meia.

 

Se eu fosse o dia

Seria beleza,

E iluminaria

A nossa Natureza.

 

Se eu fosse o meu coração

Seria bem cheio

De amor, carinho e paixão,

Para aqueles que odeio.

 

Sara

 

publicado por Margarida às 22:47

23.05.08

Se eu fosse outro alguém

Seria “Tu”.

O teu rosto,

O teu coração,

O teu olhar.

És a minha emoção!

 

Gostava tanto

Que sentissem

O mesmo que sinto por ti!

És o meu rosto,

O meu coração,

A minha alma,

Quero ser a tua paixão.

 

     Joana Ramos

 

publicado por Margarida às 23:30

21.05.08
publicado por Margarida às 20:21

Um homem morreu,

Atirou-se do ar.

A mão ele torceu

Partiu o calcanhar.

 

O filho satisfeito,

A mulher em aflição,

O sogro parado

A olhar para o chão.

 

A tia tontinha

Estampou-se com a camioneta.

Olhou para a Lua

E não viu a bicicleta.

 

A vizinha Maria

Viu o seu afilhado

A tocar concertina

Muito desafinado.

 

A casa dos pneus

Começou a voar

Porque a Dona, torta,

Não a quis fechar.

 

 E a Dona Alberta

Teve uma recaída,

Ficou enjoada

E escorregou na descida.

 

Refrão

E num só momento

Desaparecem as palavras,

Fugiram no tempo

Porque ganharam asas.

 

Naquela cidade

Perdeu-se o destino,

Tudo enlouqueceu

Foi um desatino.

BIS

 

8ºC

 

publicado por Margarida às 20:17

03.05.08

Risos, lágrimas, cantigas e emoções

Cada bocadinho vive em nós,

Porque cada uma tem as suas alegrias e aflições.

 

Eu, Inês, vivo num Mundo de Cor e de Sonhos.

No meu mundo tudo tem uma forma de vida

No meu mundo as pessoas são como risonhos

Onde não importam as lágrimas da partida.

 

Eu, Sara, vivo no Mundo da Música e da Fantasia,

Gosto de cantar e brincar com os meus amigos.

Quando estamos juntos não se esquece a alegria

E nos momentos em que cantamos solta-se uma magia.

 

Todos juntos rimos até amanhecer

E brincamos sem parar até a barriga nos doer.

É tão difícil quando vamos embora

Porque temos de nos separar e seguir estrada fora.

 

Onde quer que estejamos

Ficaremos unidas pela amizade.

Um dia, quando na cabeça procurarmos,

Iremos encontrar a nossa lealdade.

Sara e Inês

publicado por Margarida às 19:45

28.04.08

publicado por Margarida às 22:40

27.04.08

Quando olho para uma pessoa e gozo, tenho a noção que estou a magoá-la. Mas, no fundo, olho para o chão e vejo o brilho da minha lágrima, caindo no olhar.

 

Gosto que pensem que sou forte, mas no fundo, fraco sou. Porque, com as minhas palavras macabras, destruo a felicidade das outras pessoas e ponho o meu orgulho em cima. No entanto, a minha consciência dá mais um mergulho para o fundo. Mesmo assim eu mostro aos outros que o rei sou eu, eu que não cresço e que daqui a alguns anos, quando perceber que já não estou na idade das brincadeiras, vou ser uma pessoa fútil, sem princípios nem regras. Namorados loiros, morenos, ricos e passarão…porque um dia eu pedirei o perdão.

 

E nesse dia, quando tentar

Limpar as sombras do mal,

Será tarde porque já estarão a vencer…

E, ao relembrar…só pensarei em desaparecer.

 

Adriana

publicado por Margarida às 23:33

Página destinada à publicação dos trabalhos dos alunos do 8º C - 07/08
mais sobre mim
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


arquivos
2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO